Mais de 100 bolsistas por ano

26/10/2016

LACNIC, através de seu programa de bolsas, financia a cada ano a participação de mais de 100 membros da comunidade da Internet da América Latina e o Caribe nas conferências e fóruns anuais organizados nos diferentes países da região.

O programa já tem 13 anos e mais de 1.000 pessoas da comunidade receberam apoio para participar das reuniões de LACNIC, onde recebem treinamento e formação técnica, além de interagir e compartilhar experiências com colegas da região toda. Além disso, têm a oportunidade de participar de instâncias chave da organização: o Fórum Público de Políticas e a Assembleia Anual de Associados. Esta troca de experiências tem permitido os participantes do programa de bolsas melhorarem sua formação para enfrentar as operações diárias em suas organizações e também tem contribuído em muitos casos, para o desenvolvimento de seus empreendimentos profissionais.

Através de este programa, LACNIC concede bolsas de apoio financeiro para participar de suas 2 reuniões semestrais. Na segunda reunião do ano isso é realizado conjuntamente com LACNOG. Adicionalmente, LACNIC contribui como organização doadora do fundo destinado a bolsas para participar no evento Regional Preparatório do Fórum de Governança da Internet (LAC IGF).

Todos os membros da comunidade podem se candidatar para as bolsas cujos beneficiários são eleitos depois de um processo realizado pelo Comitê de seleção usando os seguintes critérios:

  • – fomentar a participação das mulheres
  • – facilitar a participação de jovens e estudantes
  • – patrocinar candidatos de economias menos favorecidas da região de LACNIC
  • – dar prioridade às pessoas que nunca participaram dos eventos de LACNIC.
  • – garantir a representação da maior diversidade de setores.

Depoimentos de bolsistas. Greg Manzano, de CNTI da Venezuela, candidatou-se para a bolsa da passagem para a reunião da Costa Rica já que sem esse apoio ele não houvesse tido a oportunidade de participar no LACNIC 26- LACNOG 2016. “O apoio da bolsa fez possível a minha participação no evento”, comentou. “No passado cobri pessoalmente várias despesas em passagens e hospedagem, coisa que é impossível fazer hoje ou no futuro, daí a necessidade de pedidos de bolsas e de apoio”, acrescentou Manzano.

Luciano Minuchin, de ARCONSIT da Argentina, também recebeu subsídios de LACNIC. Ele disse que se candidatou porque está muito interessado em todas as atividades relacionadas com LACNIC e a comunidade que representa, bem como nas questões discutidas nos eventos. “A minha experiência sempre foi muito boa porque o nível de organização, coordenação e questões abordadas sempre atingem ou excedem as minhas expectativas”, afirmou.

Sirley Ferreira, de Conatel do Paraguai, candidatou-se ao programa de bolsas de LACNIC principalmente para ter uma visão do que é o IP versão 6, suas implicâncias, as políticas que regem na Internet, a Internet das Coisas e como poderia se envolver das pesquisas na IETF ou na Internet Society. “Minha experiência foi estimulante para aprender mais sobre a tecnologia emergente e ter uma participação ativa na comunidade, quer política ou Internet das Coisas”, afirmou Ferreira.

No seu caso, a bolsa permitiu que ele participe porque, caso contrário, teria de acompanhar o evento por streaming, o que não teria lhe permitido “a integração com pessoas de outras culturas que normalmente é melhor frente a frente que on-line”.

Marcela Orbiscay, de Conicet Mendoza da Argentina, candidatou-se ao programa de bolsas porque considerava que era uma boa oportunidade para sua formação técnica o fato de receber treinamento através dos tutoriais e interagir com pessoas de diferentes lugares da América Latina e o Caribe para conhecer suas experiências. Também porque tinha interesse de participar do Fórum Público de Políticas.

“Este foi o quarto evento de LACNIC no qual participo. A experiência como sempre tem sido muito enriquecedora, tutoriais e conferências têm sido excelentes, e de valor inestimável a oportunidade de encontrar de novo com colegas e conhecer novas pessoas, suas experiências e preocupações sobre a Internet na região”, disse Orbiscay.

Salientou o trabalho desenvolvido pelos tutores do Programa de Bolsas, Max Larson Henry e Jorge Villa, quem deram o seu apoio em todos os momentos para aproveitar o evento da melhor forma possível.

Ele disse que, no seu caso, seria impossível participar dos eventos de LACNIC sem o apoio financeiro do programa de bolsas.

Suscríbete para recibir las últimas novedades en tu mail Click here to subscribe receive the latest news in your inbox. Inscreva-se aqui para receber as últimas novidades no seu e-mail