Os engenheiros da Internet em Buenos Aires

29/07/2015

A América Latina vai receber por primeira vez a reunião anual do Grupo de Trabalho de Engenharia na Internet (IETF, por suas siglas em inglês). O encontro vai ser realizado no início de 2016 em Buenos Aires e será histórico, já que até hoje as reuniões desse grupo de pessoas que contribuem para a engenharia e evolução das tecnologias da Internet eram realizadas no Hemisfério Norte.

O IETF é o principal órgão comprometido com o desenvolvimento de novos padrões da Internet e reúne cerca de 1200 pessoas do mundo todo, entre eles integrantes da área de engenharia de LACNIC.

Christian O’Flaherty, responsável do Desenvolvimento Regional da Internet na Internet Society (ISOC), salientou a importância dessa reunião na região e valorizou a maior participação de engenheiros da América Latina e o Caribe nos encontros do IETF.

Sobre que trata a reunião do IETF em Buenos Aires?

Esta será a primeira reunião do grupo na América Latina que vai acordar os padrões e serviços que usa a Internet. Também serão discutidas as mudanças que a rede precisa para melhorar a estabilidade, segurança e crescimento.

Os padrões são necessários na Internet para que funcione como uma rede global, com equipamentos e programas de diferentes fabricantes. Não há um dono ou autoridade que fale como devem funcionar as coisas. Os padrões necessários são discutidos em grupos de trabalho usando listas de correio eletrônico.

Três vezes por ano é realizado um evento do IETF onde os grupos de trabalho têm sua reunião ou sessão de trabalho de duas horas ou mais. Essa reunião serve para destravar discussões surgidas nas listas, procurar consenso e discutir a criação de novos grupos de trabalho.

Por que é importante para a América Latina que o IETF realize um encontro na região?

Hoje a participação da nossa região em grupos de trabalho do IETF é limitada. As reuniões são realizadas em locais que resultam confortáveis para os participantes dos grupos de trabalho e, por esse motivo, até agora sempre têm sido em países mais desenvolvidos. É preciso melhorar a diversidade geográfica no IETF e por isso decidiram fazer uma reunião na nossa região a fim de promover a participação dos latino-americanos. Vai ser uma oportunidade única já que não sabemos quanto tempo irá passar até que a próxima reunião do IETF seja feita de novo na nossa região.

Quem faz parte do IETF e quais são suas funções?

O IETF está formado por indivíduos (não representantes de empresas) que participam nos grupos de trabalho por interesse pessoal. Os papéis são muito diversos e podem ser apenas leitores das listas, autores de documentos ou parte da liderança do IETF como Working Group Chairs, Area Directors, etc.

Quantos engenheiros da América Latina participam do IETF?

O número de participantes de nossa região nas reuniões é menor a 50 (correspondendo amenos de 4% do total). É um número muito baixo se comparado com o número de usuários da Internet ou de habitantes de nossa região. No entanto, o mais importante é a participação nas listas de correio, mas essa percentagem resulta mais difícil de calcular.

O importante é que o interesse e conhecimento sobre a importância do IETF estão aumentando e isso se reflete no número de pessoas envolvidas nas diferentes atividades do grupo IETF-LAC@lacnog.org, que ajuda os interessados de nossa região a dar seus primeiros passos no IETF. O grupo é liderado pelo costarriquense Álvaro Retana quem é, também, diretor de Área.

Que nível técnico (sobre conhecimentos de padrões da Internet) pode ser achado na Latam em relação ao resto do mundo?

Os profissionais de nossa região têm suficiente experiência e conhecimento para realizar aportes importantes no IETF. As universidades formam profissionais com o nível necessário para compreender e participar. Os operadores de rede usam protocolos e equipamentos que estão ao mesmo nível dos usados nos Estados Unidos ou na Europa. Talvez ainda não tenhamos atingido a massa crítica necessária para que os participantes potenciais conheçam o valor e a utilidade de participar. Quando vocês virem que seus colegas, vizinhos e amigos participam e atingem melhores trabalhos, boas referências e contatos, começará a crescer a participação. Esperamos que a reunião de Buenos Aires seja útil para superar essa barreira.

Suscríbete para recibir las últimas novedades en tu mail Click here to subscribe receive the latest news in your inbox. Inscreva-se aqui para receber as últimas novidades no seu e-mail