Prêmios FRIDA 2011: apostando no desenvolvimento

03/11/2011

Fundo Regional para a Inovação Digital na América Latina e o Caribe (FRIDA)

Fundo Regional para a Inovação Digital na América Latina e o Caribe (FRIDA)

O Fundo Regional para a Inovação Digital na América Latina e o Caribe (FRIDA), premiou cinco iniciativas que tiverem contribuído para o uso da Internet como catalisador da mudança na América Latina e o Caribe.

Em 2011, os projetos Plan Ceibal, Mercedes e Marcos Paz Digital, Rede Educativa Mundial, Movimento Mega Não ao vigilantismo na Internet e Via Nostrum foram os vencedores do Prêmio FRIDA e receberam a premiação durante as sessões de LACNIC XVI em Buenos Aires.

As propostas vencedoras foram escolhidas entre mais de 120 projetos de 34 países da região apresentados em um concurso patrocinado pelo programa FRIDA para reconhecer as iniciativas que colaborem de forma significativa  nas áreas de acesso à Internet, liberdade, desenvolvimento e inovação; assuntos centrais do Fórum de Governança da Internet 2011. Todos os responsáveis dos projetos vencedores participaram do 6º Fórum realizado no Quênia no final de setembro, para compartilhar suas experiências acerca dessas questões.

O Plan Ceibal do Uruguai foi premiado na categoria acesso como uma iniciativa que tem permitido ampliar o acesso à Internet através de novos formatos técnicos e organizacionais.

Na categoria inovação -iniciativas que introduziram inovações técnicas em qualquer aspecto relacionado com o desenvolvimento da Internet-  o júri distinguiu  Mercedes e Marcos Paz Digital da Argentina.

Na categoria desenvolvimento -iniciativas que usam a Internet para colaborar diretamente na solução dos desafios ambientais e socioeconômicos- foi premiada a Rede Educativa Mundial.

Na categoria liberdades -projetos relacionados com a liberdade de expressão, liberdade de associação, privacidade, segurança, direitos do consumidor e novas formas de propriedade intelectual no ambiente digital- foi premiado o Movimento Mega Não ao vigilantismo na Internet do Brasil.

Finalmente o quinto premiado foi o projeto que realizou a melhor campanha 2.0 (votação pela Internet) Via Nostrum: Rede de Desenvolvimento de Conhecimento.

Também receberam menções especiais do júri o Programa Nacional de Alfabetização Digital do Uruguai (categoria acesso), Rede Meta Reciclagem do Brasil (categoria Inovação), A Mula.pe do Peru (categoria Liberdades) e Medellin Digital da Colômbia (categoria Desenvolvimento).

Os cinco membros do júri, Valeria Betancourt (Equador), Ida Holz (Uruguai), Edmundo Vitale (Venezuela), Jesús Martínez Alfonso (Cuba), Amparo Arango (República Dominicana), valorizaram a qualidade dos projetos apresentados e ressaltaram que tiveram que realizar várias rodadas de análise para finalmente selecionar os vencedores.

O prêmio FRIDA é dado pelo Programa FRIDA (Fundo Regional para a Inovação Digital na América Latina e o Caribe), uma iniciativa do LACNIC (Registro de Endereços da Internet para a América Latina e o Caribe), com o apoio do IDRC (Centro Internacional de Pesquisas para o Desenvolvimento) e ISOC (Internet Society).

Suscríbete para recibir las últimas novedades en tu mail Click here to subscribe receive the latest news in your inbox. Inscreva-se aqui para receber as últimas novidades no seu e-mail