Diagnóstico sobre a implementação do IPv6

23/12/2015

Um estudo sobre a implementação do IPv6 para o desenvolvimento socioeconômico na América Latina e o Caribe será apresentado em fevereiro no Peru por LACNIC e o Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF) após nove meses de pesquisas em 10 países da região.

O diagnóstico abrange a área de influência da República Dominicana, Chile, Bolívia, Panamá, Equador, Colômbia, Peru, Trinidad e Tobago, Venezuela e Argentina, e surgiu a fim de promover a adoção do IPv6 nos países da América Latina e o Caribe.

CAF e LACNIC trabalharam conjuntamente nesse projeto durante 2015 para promover o desenvolvimento da infra-estrutura crítica da Internet na região.

A proposta de fazer a pesquisa surgiu da idéia de desenvolver um relatório diagnóstico com recomendações sobre como abordar a implementação do IPv6 na região, afirmou Laura Kaplan, gerente de Desenvolvimento e Cooperação de LACNIC.

A apresentação dos resultados procurará sensibilizar ainda mais sobre a situação da região no contexto mundial em relação ao processo de migração para o IPv6; promover e favorecer o desenvolvimento de experiências bem-sucedidas e gerar evidência para a tomada de decisões no âmbito gerencial das empresas. Também tentará obter que os governos assumam a liderança na adoção do IPv6.

A rápida expansão do protocolo IPv6 vai habilitar a implementação da banda larga na região, com o conseqüente aumento do acesso à Internet, gerando um quadro para apoiar o crescimento na América Latina e o Caribe.

O projeto inclui o desenvolvimento de um relatório diagnóstico com recomendações sobre como lidar com a implementação do IPv6 na região e apoiar pequenos e grandes ISP, provedores de conteúdo (ICP), fornecedores de tráfego e governos da região.

Suscríbete para recibir las últimas novedades en tu mail Click here to subscribe receive the latest news in your inbox. Inscreva-se aqui para receber as últimas novidades no seu e-mail