LACNIC promove a criação de centros de resposta para a segurança informática

25/11/2016

Cerca de 60 profissionais e especialistas de Belize e Bolívia receberam neste mês capacitação sobre segurança informática e criação de centros de resposta para incidentes de segurança durante as duas novas oficinas realizadas pelo projeto AMPARO, uma iniciativa de LACNIC.

As oficinas buscaram desenvolver capacidades para a criação de Centros de Resposta para Incidentes de Segurança Informática nesses países.

A oficina de Belize, chamada “How to set up a CSIRT”, foi a primeira oficina de AMPARO ministrada exclusivamente em inglês. Organizada por LACNIC conjuntamente com Belize Internet Exchange Point, contou com a participação de organizações e empresas representantes de IXP, provedores de Internet de Belize e a Universidade de Belize.

O treinamento foi realizado por Graciela Martinez de LACNIC com a colaboração no armado de Ernesto Perez de CEDIA Equador.

Martínez salientou a experiência em Belize ressaltando o interesse das organizações locais em começar a trabalhar em questões da cibersegurança. “A ideia de criar um CSIRT a nível do IXP brotou com muita força”, garantiu.

A equipe de LACNIC viajou de Belize para La Paz, Bolívia, onde realizou outra oficina com o apoio local da Autoridade de Regulamentação e Fiscalização das Telecomunicações e do Transporte da Bolívia.

Durante três dias, 40 profissionais de organizações públicas e empresas de diversos sectores (NIc.bo, ISP, AGETIC, bancos, Exército, Polícia Boliviana, Serviço Geral de Identificação Pessoal (SEGIP), Autoridade de Fiscalização do Sistema Financeiro ASFI) foram capacitados em segurança informática. Nesta oportunidade Patricia Prandini da Argentina incorporou-se ao grupo para colaborar no treinamento junto com Martínez e Pérez.

“Nós encontramos um público muito ansioso em participar e aprender. Eles trabalharam em equipes com muito entusiasmo”, afirmou Martínez.

Na Bolívia, a concretização de um Centro de Resposta para Incidentes em Segurança Informática está bem avançada, principalmente a partir da criação por decreto da Agência de Governo Eletrônico e Tecnologias da Informação e Comunicação (AGETIC). O artigo 8 desse decreto estabelece também a implementação do Centro de Gestão de Incidentes Informáticos (CGII) como parte da estrutura técnico-operacional da AGETIC.

Saldo das oficinas. Nas duas oficinas em questão trabalhou-se de forma modulada a fim de que os participantes conseguissem criar no papel um Centro de Resposta. “É importante que os participantes enfrentem o desafio de pensar em cada aspecto que envolve a criação de um CSIRT e seu posterior andamento”, comentou Martínez.

Durante as capacitações, foram apresentados diferentes cenários de ataques cibernéticos para que, em grupo, gerenciassem esses incidentes de segurança, levando em conta os diferentes papéis que possam existir dentro dos centros.

O projeto AMPARO, uma iniciativa que LACNIC impulsiona desde 2009, promove a adoção de práticas de segurança informática, como são os Centros de Resposta para Incidentes de Segurança Informática (CSIRT, por sua sigla em inglês). O projeto faz parte dos serviços que LACNIC WARP oferece aos seus associados e à comunidade toda.

Suscríbete para recibir las últimas novedades en tu mail Click here to subscribe receive the latest news in your inbox. Inscreva-se aqui para receber as últimas novidades no seu e-mail